sábado, 13 de dezembro de 2014

Controvérsia etimológica

Originalmente publicado no site "Raphael Salem Filatelia", hospedado no Tripod e com funcionalidade limitada.

Controvérsia etimológica: "Filatelia" ou "Filotelia"?

por Raphael Salem
A Língua Portuguesa é muito rica. E isso não se contraria quando se trata de vocábulos relacionados à também rica arte de colecionar selos. Nós não precisamos emprestar palavras de línguas estrangeiras para denominar os elementos e técnicas filatélicas, e esse fato nos orgulha a todos os adeptos da filatelia.
Contudo, toda afirmação tem suas contrariedades, e é aí que surge a dúvida: Filatelia ou Filotelia?
Já dizia o ilustre e saudoso filatelista da primeira metade do século XX, Dorvelino Guatemozim, que era radicalmente contra o uso do termo filatelia e de seus derivados: ...adotemos a forma filotelia e seus derivados; persistir no erro seria simplesmente um despautério...
Sua opinião era essa devido à seguinte contradição: A palavra origina-se das palavras gregas philos (amigo) + telos (imposto) ou ateleia (isenção de impostos). Aí persiste a dúvida. Qual a real terminação: telos ou ateleia?
A justificativa de Dorvelino Guatemozim baseou-se em diversos fatos. Vejamos o seguinte trecho de seu livro Catálogo Brasil, 3ª edição, de 1941:

"(...) O acatado filólogo GONÇALVES VIANA registra no seu Vocabulário somente Filatelia, sem referência à sua derivação.
Acontece, porém, que o eminente helenista BARÃO RAMIZ GALVÃO, profundo conhecedor do rico e sonoroso idioma de HOMERO, está em desacordo quanto ao segundo elemento ateleia, e afirma que o correto é Filotelia cuja origem é o grego philos (masculino) amigo, e telos (masculino) imposto, que significa amigo do imposto, isto é, de selos.
Penso que o preclaro RAMIZ GALVÃO deu um quinau nos lexicógrafos, acrescendo, para corroborá-lo, que existe uma revista mensal, que se publica em Atenas, capital da Grécia, à Avenida Patission, nº 26-a, intitulada Philotelia, órgão oficial da Sociedade Filotélica Helênica.
Para firmar opinião sobre o assunto, visitei, em sua residência, o sábio professor. Acolhimento fidalgo. Discreteando sobre o caso, declarou-me ele manter, pereutória e convictamente, a sua idéia a etimologia sua, exposta acima, e portanto a forma portuguesa Filotelia. Esta é que é correta."

Nota-se que, após diversas pesquisas e eloqüentes justificativas, a conclusão de Dorvelino Guatemozim foi a qual determina filotelia o termo etimologicamente correto. Isso fez com que ele o usasse radicalmente em todas as suas publicações. Porém, desde antes dessa conclusão e até hoje, usa-se o termo filatelia; são raras as citações do termo filotelia como o correto.
A controvérsia continua. E só poderá ser abolida quando a questão realmente for estudada e analisada com profundidade. Difícil será mudar o costume universal caso o polêmico Dorvelino esteja certo... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário